Geral

O segredo para criar filhos felizes

O segredo para criar filhos felizes



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

-Você observa diferenças entre os filhos das gerações anteriores e a felicidade dos filhos de hoje? Os fatores que determinam a felicidade e a felicidade mudam?- Existem diferenças óbvias. Antes de tudo, as gerações mais velhas aceitavam muito mais, de certa forma, fatal, tendendo a aceitar o que foi chamado de certo sem questionar sua adequação. Os jovens atuais são muito diferentes, são mais céticos e questionadores, é uma característica muito boa, estão tentando acrescentar significado a tudo. Eles não aceitam nada que lhes é dado como são, nem o aceitam se não puderem compensar isso. É aqui que surgem os maiores problemas de comunicação com os pais. Os fatores de felicidade das crianças atuais são mais sobre si mesmos, não como seus pais. Pode parecer egoísta, mas não é. O verdadeiro problema aqui é que a criança não se conhece, não sabe quem é. Para as crianças atuais, uma vida em que elas possam se expressar livremente é mais significativa do que dinheiro e sucesso.Os pais deixam o controle para a criança ou são muito opressivos.- O que você observa na abordagem dos pais aos filhos?Hoje podemos falar sobre dois tipos comuns de parentalidade. No primeiro, principalmente os pais que trabalham, porque sentem que não podem passar tempo suficiente com os filhos e deixam completamente o tempo com eles. Seus filhos fazem o que querem, além disso, compram tudo o que querem. Essa situação faz com que as crianças se comportem mimadas e tenham problemas quando entram no ambiente social. Além disso, é difícil criar todas as crianças que querem ser responsáveis. A criança está acostumada a preparar tudo para si mesma. No outro modelo de parentalidade, em contraste, os pais tentam criar os filhos de uma maneira muito opressiva. Obviamente, as duas situações são extremamente inconvenientes: a criança, que está constantemente sob pressão, rejeita a direção correta da família após um certo ponto. Comunicação e compartilhamento saudáveis ​​não são possíveis.A criança deve encontrar suas próprias respostas1. Confie no seu filho, aceite-o como é e respeite todas as suas escolhas. Se você confiar e respeitá-lo, ele sentirá confiança, respeito e sensibilidade em relação a si e ao seu ambiente. Só porque ele é menor de idade, ter escolhas diferentes das suas não indica, de forma alguma, que elas estão erradas.2. Não tente fazê-lo parecer com você. Não siga o caminho de seus próprios pais, porque eles estão tentando ser um modelo para você. Lembre-se, você não gostou nada, então não faça o mesmo com seus próprios filhos. O que é certo para você não precisa ser adequado para seus filhos, porque é um indivíduo completamente diferente de você.3. Desde tenra idade, dê a ele a responsabilidade de obter força de vontade. Antes de tudo, a responsabilidade de sua própria vida ... Todo mundo é responsável por sua vida, sua tarefa de ser mãe não é assumir a responsabilidade por sua vida, lembre-se disso. Se a criança assume a responsabilidade por sua própria vida, fica em paz com a vida e não responsabiliza os outros pelo que aconteceu. Olhando a vida com preocupação, ele não tem medo de seus erros, aprende a aprender com eles e garante que nunca mais aconteça.4. Esforce-se para a real auto-realização do seu filho. A primeira tarefa dos pais é proporcionar um ambiente confortável e pacífico para o surgimento do minério em seus filhos. A base de uma vida feliz e satisfatória começa com o auto-reconhecimento da pessoa, para que ela direcione a criança e pacientemente prepare suas próprias realidades, habilidades, enfim, o surgimento de sua própria vida "eu".5. Dê-lhe perguntas, não respostas. A vida não é sobre respostas certas, mas sobre perguntas certas. Não existe uma resposta correta, existe apenas uma resposta personalizada, que surgirá apenas através de consultas personalizadas. Em vez de oferecer respostas ao seu filho, dê a ele um senso de pergunta, oriente-o com as perguntas certas, para que ele possa entender e viver a vida corretamente, descobrindo respostas específicas. 6. Enquadre a vida como um processo de aprendizado. Ajude seu filho a ver a vida como uma aventura que oferece lições a serem aprendidas em todas as situações, em vez de uma jornada orientada a resultados, onde os objetivos são constantemente perseguidos. A vida está realmente acontecendo apenas no momento, faça com que ele nunca perca.7. Infundir amor e poder. O amor oferecido à criança, especialmente pela mãe, deve ser infinito e nunca deve se basear na condição. A criança nunca deve duvidar desse amor. O pai deve representar poder, autoridade e justiça na preparação da criança para a vida. Uma criança com psicologia saudável pode ser criada em uma família onde os pais desempenham papéis apropriados.8. Conduza não apenas sua mente, mas também suas emoções e intuição. Ajude-a a confiar na intuição, o que a ajudará a tomar decisões importantes, especialmente sobre sua vida. Apoie a solução para os problemas que ela enfrentará, não apenas usando sua mente, mas também confiando em suas emoções e intuição. A intuição permite que você ouça a voz de sua alma, enquanto a mente geralmente busca benefícios. 9. Passe um tempo de qualidade com seu filho, observe-o. O presente mais valioso que você pode dar a ele é fazê-lo descobrir a si mesmo, passar um tempo com ele nessa direção. Esforce-se para desenvolver o mundo das emoções e da imaginação, concentre-se em seus talentos e interesses, e seu filho só será capaz de perceber os fatos sobre sua vida.10. Não o critique, culpe ou julgue. Isso não significa que você aceita que tudo o que ele faz é certo, ajuda-o a perceber seus próprios erros e a descobrir as causas subjacentes. Os erros só podem ser resolvidos se internalizados dessa maneira. A psicologia da recompensa, o outro lado da penalidade ou moeda, não contribuirá para o desenvolvimento pessoal da criança, pois não pode entender o erro.


Vídeo: O Segredo para Criar Filhos Felizes - Tiago Mattes (Agosto 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos