Geral

Importância de ter animais de estimação no desenvolvimento de crianças

Importância de ter animais de estimação no desenvolvimento de crianças

Um gato que chora constantemente, um cachorro que não deixa o dono por onde passa, um peixe colorido que continua como um pássaro, ou um pássaro que continua fazendo barulhos diferentes; qual de nós pode ser insensível a esses amigos domésticos. Os animais de estimação se tornam o centro de grande atenção para as crianças que estão tentando conhecer mais a vida. Os animais ficam tão encantados, por assim dizer, porque andam e 'falam' de uma maneira muito diferente da criança ou de seus pais. Alimentar um animal em casa ajuda a criança a se sentir responsável e a fazer um 'amigo' especial para conversar. Salientando que as crianças são coisas importantes a aprender com os animais, os psicólogos dizem que a criança que se comunica fortemente com um animal em casa mostra comportamentos positivos para seus amigos, idosos e animais nos anos posteriores.

Em particular, as crianças que sofrem rajadas e lamentos frequentes são capazes de minimizar esses comportamentos com um animal de estimação. A pesquisa também mostra que a comunicação entre a criança e o gato ou cachorro em casa melhora as habilidades de aprendizado e de linguagem. Especialistas apontam que as crianças que alimentam animais de estimação em casa são mais bem-sucedidas na escola, e sua auto-estima e auto-estima são melhoradas.

Cão protetor? Peixe colorido?

Quando os pais decidem levar um animal para casa, devem revisar seu estilo de vida e decidir qual animal alimentar. O animal que melhor se adequa à família, o tamanho da casa e a idade das crianças devem ser selecionados. Muitas famílias preferem alimentar gatos ou cães porque são leais e ativos. No entanto, o som e os movimentos do animal na casa atraem a atenção de um bebê pequeno. Portanto, deve-se preferir peixes coloridos ou pássaros que produzam sons diferentes, além de serem mais seguros que cães e gatos. Por mais leais que sejam, o gato ou o cachorro podem prejudicar bebês pequenos.

Os animais domésticos são os melhores amigos das crianças, mas é preciso ter cuidado para garantir que a criança não fique sozinha com os animais até pelo menos quatro anos de idade para um desenvolvimento saudável. Por exemplo, uma criança de três anos de idade pode receber inicialmente um animal, como coelho, cesto, peixe, pássaro, se nenhum outro animal tiver sido alimentado anteriormente. Animais pequenos deste tipo são mais adequados para crianças pequenas, porque são fáceis de cuidar e não demoram. Alimentar um coelhinho fofo de cores diferentes pode ser muito agradável para uma criança pequena. Atendimento domiciliar de coelho também é muito fácil. Um ambiente limpo e uma dieta saudável são suficientes. O custo da alimentação de coelhos também é muito baixo. Cenoura, alface ou salada verde duas vezes por dia será suficiente para alimentar. Também deve ser lembrado que uma alimentação em excesso ou em excesso reduzirá a vida do coelho. Como outros animais domésticos, os coelhos devem ser levados ao controle veterinário em determinados momentos para evitar doenças.

Um gato fofo e fofo pode ser um amigo divertido para seu filho. No entanto, é necessário ensinar à criança que o gato nunca é um brinquedo. Gatos saudáveis ​​e vacinados não infectam crianças. Se o gato sair para a rua, ele pode contrair doenças dos outros gatos, que podem passar para a criança. Isso deve ser cuidadosamente monitorado. A criança não deve tocar nas fezes do gato. Se o gato for encontrado na rua e levado para casa, ele deve ser verificado pelo veterinário. Os gatos podem ser alimentados com carne cozida que não seja comida.

Os cães são os mais leais entre os animais de estimação. Os cães são particularmente protetores contra crianças. As famílias devem saber que antes de levar um cachorro para casa e alimentá-lo, é necessário compartilhar a vida com esse animal adorável. Os cães se vêem como membros da família e querem que a família o veja dessa maneira. Se sente muito bem e se comporta de acordo com os sentimentos dos membros da família. Ao contrário de outros animais de estimação, ter um cachorro exige grande responsabilidade. Eles devem ser levados ao controle veterinário regularmente e suas vacinas não devem ser negligenciadas. Caminhadas pela manhã e à noite são muito importantes para os cães que ficam em casa o dia todo.

Peixes coloridos podem ser extremamente interessantes, especialmente para bebês pequenos. Os peixes que podem viver em uma pequena lanterna atrairão mais atenção para o bebê. A localização e a água do aquário onde os peixes vivem são importantes. Se o filtro não estiver disponível, metade da água do aquário deve ser trocada duas vezes por semana. A água deve estar limpa e repousada à temperatura ambiente. O peixe não deve ser alimentado demais.
Quando ela decide levar um animal para casa, os pais devem prepará-lo para a criança em casa. As crianças podem ocasionalmente torturar animais sem saber. Um animal com a cauda ou as penas puxadas pode não gostar e ser prejudicial. A criança deve ser ensinada a se comportar sem assustar e apertar o animal. Mais importante ainda, a criança deve respeitar o animal de estimação.

Cuidados, saúde e proteção

Os animais de estimação são grandes criaturas para alimentar e amar, mas as doenças são igualmente fáceis. Pode haver alguns perigos, especialmente em famílias com crianças pequenas. Algumas doenças que podem ser transmitidas aos animais de estimação incluem micose, sarna, arranhões, infecções gastrointestinais, infecções do trato respiratório. Não é recomendado por especialistas alimentar animais em casa para pessoas com desconforto, como asma e eczema. Portanto, é útil tomar algumas medidas de proteção à saúde. Manter os animais limpos é muito importante para proteger a criança e toda a família. Se os excrementos de cães forem feitos em qualquer parte da casa, eles devem ser limpos e embrulhados em um saco de nylon e descartados imediatamente. O local onde as fezes são feitas deve ser desinfetado. O recipiente cheio de areia ou sujeira do qual o gato vai lavá-lo deve ser limpo com freqüência. A criança também deve ser mantida afastada desta área. As gaiolas de pássaros devem ser limpas e ventiladas regularmente. Os recipientes para alimentos dos animais devem ser limpos assim que vazios e lavados separadamente dos recipientes para louça da família. Animais domésticos, como cães e gatos, devem ser escovados regularmente e os cães devem ser lavados em intervalos regulares. Não importa qual animal de estimação é levado, ele deve ser examinado o mais rápido possível. A vacinação de cães e gatos deve ser feita. Quaisquer mordidas ou arranhões devem ser limpos imediatamente, caso contrário, a criança pode ser infectada imediatamente. Para a segurança da criança, os perigos dos animais e sua solução devem ser conhecidos pelos pais. Toda interação com a criança deve ser mantida sob controle.

Primeiros socorros para amiguinhos

Os acidentes domésticos se aplicam a nossos amigos domésticos que compartilham o mesmo ambiente que nós. Você precisa conhecer a prática de primeiros socorros quando a vida do seu animal está em perigo. Um kit de primeiros socorros também deve ser fornecido para os animais. A bolsa deve conter gaze, pomada, pinça e um livro ilustrado de primeiros socorros. Para os animais, o método de inalação pela boca fechada deve ser aprendido. Os animais nunca devem receber medicamentos usados ​​por seres humanos e o número do veterinário deve estar disponível. Sempre esteja preparado para o pior e deve ser legal.

Os acidentes de carro são os eventos mais comuns em animais domésticos. Nesse caso, em primeiro lugar, a respiração deve ser verificada e, se não houver respiração, o nariz com a boca fechada deve ser inalado. Se houver sangue, as feridas devem ser enroladas, se o coração não bater, a massagem cardíaca rítmica deve ser aplicada, se a língua estiver azul ou embranquecida, ela deve ser enrolada em um cobertor e levada ao veterinário imediatamente.

Outro evento de emergência em animais é picada de inseto. Os animais são alérgicos a picadas de insetos. Inconsciência, vômitos, saliva, arranhões excessivos, inchaço na boca. Caso contrário, basta remover a agulha de insetos com uma pinça e fazer uma compressa fria.

A deglutição de um corpo estranho também é comum. Se um objeto estranho tiver escapado para a garganta, é melhor tentar acalmá-lo e levá-lo ao veterinário imediatamente. Se houver perda de consciência, o dedo deve ser inserido na garganta e as vias aéreas devem ser abertas. Golpes leves no peito, boca fechada para dar respiração artificial.

O primeiro lugar nos acidentes que acontecem aos gatos cai de um lugar alto. Nunca deixe o gato cair à mão, um papelão deve ser colocado lentamente por baixo. Para evitar a perda de calor, ele deve ser coberto e chamado ao veterinário imediatamente.

O envenenamento é outro tipo de acidente que os animais domésticos podem enfrentar. Os sintomas podem incluir vômitos, diarréia, calafrios, respiração rápida, respiração incomum. O animal deve ser levado ao veterinário sem demora.

Se o animal morre

As crianças não conseguem entender o conceito de morte e a morte do animal que alimentam em casa pode perturbá-las. No entanto, aprender o ciclo de vida acelera seu desenvolvimento emocional. Nesse caso;

• A criança deve sofrer e chorar e conversar com ele sobre o animal morto.

• Uma pequena cerimônia de enterro pode ser realizada para o falecido, se possível.

• Lembre-se de que as crianças têm memória forte. Se ele puder expressar suas emoções, ele esquecerá sua dor mais rapidamente.